Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010
Esposa exibicionista marido voyer

Para quem conhece o centro de são paulo talvés esse conto traga boas lembranças.
fiz a minha faculdade no mackenzie, localizado na rua maria antonia, centro de são paulo. algumas vezes eu e alguns amigos iamos até a famosa boca do lixo, que consistia em algumas boates onde a malandragem e a prostituição corriam solta porém, sempre me senti tranquilo dentro das casas. era só diversão. as meninas dançando só de calcinha, além dos shows de strip e também shows eróticos com alguns casais performáticos.
terminada a faculdade perdi contato com esses amigos pois cada um tomou o seu rumo na vida. passados alguns anos, encontrei casualmente um destes amigos e começamos a lembrar osons tempos e das boas risadas que demos como era final de tarde resolvemos tomar um chopinho e logicamente depois de vários, resolvemos ir até uma das boates que frequentavamos. cheguei em casa às 3 horas da manhã.
dia seguinte, depois de acalmar a minha esposa, falei que tinha encontrado o carlão, que ela conhecia de nome pois tinhamos nos conhecido e casado depois da faculdade. falei que tinhamos ido a uma boate para lembrar dos bons tempos. terror total! ficou puta da vida! além de chegar tarde estava em um puteiro! greve durante a semana!

o tempo foi passando e em uma das nossas transas ela, com carinha de safada, perguntou se eu tinha saído com alguma daquelas meninas. respodi que não e, ela com o meu pau enterrado na bucetinha, falou que tinha vontade de conhecer uma destas casas. o tesão aumentou na hora. estava transando com a minha esposa e imaginando nós dois em uma boate com todas aquelas meninas e vários clientes. tomei coragem e falei que a levaria na próxima semana.

no dia marcado, filhos na casa dos avós, fomos a tal boate. ela estava bem comportada para o evento. calça jeans e uma blusa branca de alcinha, sem soutien, que marcava bem os seus seios.

chegamos à boate por volta das 22:00 hrs e já estava bem cheio mas conseguimos uma mesa bem em frente a passarela onde as meninas ficam dançando e fazendo os shows. pedimos algumas bebidas e ela começou a se soltar. perguntava tudo e eu só rindo e falando como a coisa funcionava. percebi que ela ficou excitada com o primeiro show de strip. neste momento, começei a dar-lhe uns beijos no pescoço e a pegar nos peitos dela. ao nosso lado tinha um rapaz com uma das garotas da casa. ela punhetava o pau dele enquanto ele alisava os peitos dela. a minha esposa estava muito tarada e eu também. tirei o pau pra fora e pedi pra ela punheta-lo também. ela não pensou duas vezes. batia uma punhetinha pra mim enquanto eu alisava os peitos dela, agora já pra fora da blusinha. que cena deliciosa. a minha esposa em uma boate, com os peitos pra fora, como uma verdadeira putinha, batendo uma pra mim. eu estava adorando os clientes olhando pra ela com cara de vou te comer e ela se exibindo toda. alguns minutos depois, anunciaram um show de sexo ao vivo. entrou um casal muito bonito e começaram o show. demorou aproximadamente 10 minutos mas foi o tempo suficiente pra deixar a minha esposa maluca. como eles estavam bem na nossa frente podiamos ver tudo a 1 metro de distância. tirei a camisa dela deixando-a com os peitos pra fora. agora ela estava uma verdadeira putinha. nunca imaginei que ia adorar ver a minha esposa semi nua se mostrado pra outros homens. ela estava adorando.
levantei pra ir ao banheiro e quando voltei uma das garotas da casa estava conversando com ela. ficamos ali papeando esperando outro show de strip. fiquei com o maior tesão quando um dos clientes parou na nossa mesa e perguntou se eu ia ficar com as duas e se ela não queria "conversar" com ele, pegando de leve em um dos peitos dela. ela deu uma risadinha, lambeu os lábios e disse que não. olhou pra mim com cara de safada e falou que estava adorando. perguntou se eu não estava com ciúme de vê-la assim e falei que não, que estava adorando.
ela levantou e foi ao banheiro. na volta já estava só de calcinha. fiquei louco. quase gozei ali mesmo.

neste tempo chegou uma turma de 4 rapazes e como tinha vagado uma mesa, ficaram ao nosso lado. um deles bem ao lado da minha esposa que já esva com a bucetinha totalmente encharcada. voltei ao banheiro e na volta eles estavam conversando. como estavam sentados, ele estava virado pra ela com a mão na barriga dela. quando me viu, fez cara de safada e me apresentou o seu novo amigo. ficamos os três conversando. ele se chamava leandro era noivo e tinha 24 anos. eu estava louco de tesão vendo a minha esposa só de calcinha conversando com o rapaz. ele passava a mão nos peitos dela e ela segurava no meu pau. o leandro vendo que ela estava segurando no meu pau, perguntou se ela não ia segurar o dele também. ela olhou pra mim como que implorando e falei pra ela tirar o pau dele pra fora e punhetar bem gostoso. ela mais do que depressa abriu o ziper da calça dele e tirou. ela estava delirando. como percebi que o negócio estava ficando bom, resolvi sair dali. falei com a minha esposa se ela queria transar com ele e ela falou que sim. convidamos o leandro pra irmos a um motel que ele aceitou na hora.
pagamos a conta, ela se vestiu e saimos. no carro ela foi com o leandro no banco de trás, já fazendo um boquete pra ele.
mal entramos no motel ela tirou toda a roupa subindo a escada da suíte rebolando como as meninas da boate.
entramos e ela falou que ia tomar um banho com o leandro e que era pra eu ficar esperando. fiquei com um tesão enorme imaginando os dois tomando banho. algum tempo depois eles voltam. ela joga o leandro em cima da cama, olha pra mim, me manda um beijo, e começa a cavalga-lo. quando tento me aproximar ela fala que é só pra olhar e que depois vou ter a minha recompença. nunca vi a minha esposa gozando tanto. descobri que sou voyer, a minha esposa além de exibicionista é uma putinha e eu estou adorando.
transamos muito aquela noite. a minha esposa gozou de todas as formas possíveis. depois de trocar telefones e levar o leandro pra casa, a minha esposa falou que a grande fantasia dela era transar com dois homens e que era a mulher mais feliz do mundo por eu ter participado. combinamos que jamais iríamos sair sem o consentimento um do outro e que eu teria boas surpresas.

este conto erótico é real. se gostaram mandem um e-mail.
moemapaulista@gmail.com

 



publicado por relatossecretos às 12:24
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010
Sauna de caldas novas

bem eu me chamo robson (ficticio) sou loiro, 1,76 de altura, 77 kg, olhos castanhos claros, bem vamos ao que enteressa, estava eu em caldas novas em no clube por ser por volta de 18 horas o clube estava bem vazio tinha umas 6 pessoas ainda frequentando o clube, quando me deparo de uma linda loira corpo de 1,65 de altura mais ou menos, bem malhado, com uns 34 anos que se chamava bianca indo para a sauna com uma amiga também show essa amiga dela bibininho pequenininho que me deixou louco quando a vi, tomei logo o rumo da sauna já que é mista mesmo, quando entrei notei que uma deu um toque zinho na outra falando assim um olha só quem entrou, elas começou a olhar para mim e eu para elas eu já meio sem graça perguntei se elas morava lá em caldas mesmo elas me falou que sim, ai eu perguntei aonde moravam elas falou que era no centro perto da praça, e nesse negocio de papo vai papo vem elas me peguntaram se minha namorada estava comigo no clube eu falei que minha namorada tinha ficado em brasilia e eu estava sozinho, ai eu perguntei e vcs? bianca logo falou que o seu marido estava com ciumes de um cara que estava olhando para ela mais cedo e que tinha ido embora, ai eu logo me empolguei pensando é aqui que eu vou me fazer. logo a amiga dela saiu da sauna e eu fiquei com bianca que se sentou do meu lado e comerçou a me elogiar falando que tenho as pernas grossas, falando que eu era bonito, eu sem perder a oportunidade fui logo elogiando ela também, vi que ela tinha uma tatuagem em cima do tornozelo que comercei a elogia-lá ai foi o comerço peguei nessa tatuagem ai ela falou que tinha o uma mais bonita mas essa estava escondida ai eu perguntei que pena que eu não posso ver ai ela falou quem disse que vc não pode ver ai depois que ela falou isso eu em retribuição dei logo um beijo nela uns daqueles que demora uns 10 a 15 minutos e nesse tempo a mão ia percorrendo todo o seu corpo, a minha sunga já não aguentava a força do meu pau para sair para fora, quando terminamos o primeiro beijo eu falei nossa que beijo mais gostoso vc chega me deixou excitado olha so mostrando o volume do meu short, ela logo se tratou de passar a mão em cima do short que ai ele ficou mais duro ainda, ai ela abriu as porta para eu fazer de tudo com ela depois de passar a mão no meu pau eu levantei ela e comercei a beijá-la na nuca que ela ficou toda arrepiadinha e quando eu beijava ela empinava mais e mais a bundinha em encontro com o meu pau, ai eu peguei abracei ela por tras colocando a mão nos seu peitos alisando-os, ele eram lindos tamanhos medios que coube certinho na minha boca fui logo tirando a parte de cima do biquini dela ai me toquei que agente estava no clube e que poderia entrar alguem a qualquer momento, comentei com ela ai ela me acalmou falando que a amiga dela estaria vigiando a porta para ninguem entrar, ai me senti como se estivesse no motel, dei outro beijoa ardente em bianca e no desenrolar do beijo fui descendo pelo seu corpo beijando o seu ouvido, abaixando para o seu peitinhos novamente descendo para sua barriginha e seu umbigo e em fim chegando na calcinha, que fui tirando vagarosamente com os dentes quando a calcinha estava na alturas do joelhos ela falou agora vc vai ver minha outra tatuagem era uma trital que ficava escondida na marca da calcinha na parte de traz da bunda como se fosse um v reamente não dava para ver se não tirasse a calcinha ai eu fiquei doido ao ver a tatuagem tratai logo de dar um beijo na sua tatuagem dar aquela mordidinhas na sua nadegas que a cada mordidinha mais ainda ela se empinava para o meu lado aquele bumbum maravilhoso, coloquei ela sentada e abri sua pernas e comercei a chupar a toda a sua buceta que estava muito quentinha, passava a minha lingua volta de todos o seus grandes labios, na virilha deixando ainda mais excitada e ela pedindo para ser chupada, ai eu passei o dedo na sua buceta e vi que estava toda molhadinha nao aguentei e cai logo de bonca nela, chupava ela todinha e ela gemendo bem baixinho com o seu gemido notei que a porta tinha se mexido um pouco notei que era a sua amiga nos vendo o que estavamos fazendo eu já não estava nem ai, e que ao ver ela só me deu mais tesão ao ver que alguem estava nos vendo transar, eu colocava minha lingua quase toda dentro da sua buceta e ela falava eu quero mais, chupando a buceta dela e ela falando que nunca ninguem tinha chupado ela daquela maneira que estava tão gostoso e não louca que ela estava quase gozando, de repente sinti ela empurrando o seu corpo contra a minha boca mais e mais vi que ela já estava gozando com a minha lingua toda dentro da buceta dela, ai ela pediu para eu parar porque na na sauna se alguem fizer esforço a respiração fica mais dificil, esperei uns 2 minutos ai ela se levantou e falou agora eu vou retribuir o que vc fez comigo e caiu de boca no meu pau, chupou bem gostoso as vezes ela colocava ele quase todo na boca e ficava passando a lingua em volta dele isso estava me deixando louco, quando vi que se ela continuasse eu iria gozar eu pedi para ela parar porque agora ela iria experimentar o meu pau dentro dela é claro que não queria goza naquela hora porque o fato de estar muito gostoso tinha que aproveitar o maximo aquela situação, como eu sou previnido eu antes de entrar na sauna tinha pego uma camisinha, por se tratar de uma pessoa que eu não conhecia e nem sabia se iria rolar, me previnir mesmo assim,peguei a camisinha que tinha amarrado no cordão da minha sunga e coloquei e fui a o ataque peguei ela nos braços ela abriu as pernas e fui encaixando bem devargazinho, segurei ela em pé e coloquei só a cabecinha ela falou deixa eu escoregar pelo seu corpo para ele entrar tudo de uma vez, é claro que eu não fiz logo o que ela pediu segurei ela nos braço uns segundos ainda e fui descendo ela bem devagarzinho e ao mesmo tempo o meu pau foi entrando tudo na buceta dela ela falou nossa que pau gostoso, eu já não fazia sexo tem mais de 2 semanas que meu marido não olha para o meu lado, eu falei essa eu tenho certeza que vc não iria esquecer, sentei na sauna e deixei ela controlar a situação ela sobia e descia no meu pau estava muito gostoso, depois de algumas vezes pedindo para ela parar porque se não eu iria gozar e ela atendendo o meu pedido, ela sentava e ficava perguntando se podia continuar, ai eu falei pode ai ela foi com gosto de gás, subia e descia como uma cavalgada no rodeio subia e descia de repente ela anuciou falando que iria gosta novamente eu falei goza nesse seu pau gostoso, ai ela gozou e eu me segurei para não gozar junto ela falou eu já não aguento mais eu falei vc não pode fazer isso comigo eu ainda nem tive o praze de gozar uma uma mulher linda como vc, ela falou deixa que descansar um pouquinho que agora eu vou fazer vc gozar também ela deitou aonde eu estava sentado de brusos, ai eu beijando o seu pescoço fui descendo até chegar na sua bundinha que comerçei a dar aquelas mordidinhas que não deixa marca e ela cada vez mais empinando a sua bunda não resisti e passei a passar o dedo no seu cuzinho que piscava para mim, já estava tudo molhado pelo suor da sauna mesmo fui entroduzindo bem devagar e ela falando para parar e ao mesmo tempo rebolando para eu colocar mais e mais dentro dela eu falei relaxa, eu não te falei que essa trasa vc não iria esquecer então tem que ser completo, ai ela retrucou mas esta doendo um pouquinho o seu deido ai ai eu falei é porque vc não está relaxada, ei eu dei um conselho para ela olha quando eu aperta a sua bunda com a outra mão vc faz uma pressãozinha como se fosse obrar, quando ela percebeu eu já estava com dois dedos no seu cuzinho ai ela falou nosso como esta gostoso eu falei ainda não agora que vai ficar coloquei ela de quatro e fui tratando que colocar o meu pau na entradinha do seu cuzinho ela falando vc está doido seu pau é muito grosso eu falei olha relaxa e faz aquilo que te falei que vc irrá vai gostar, forcei a entrada da cabeça e ela retrucou dizendo nosso que gostoso, esta duendo um pouco mas está gostoso, ai devagarinho eu fui cologando ele todinho dentro dela, quando cheguei ao final falei com ela viu ele já está todinho ai dentro, ela falou é muito gostoso, ai eu comerçei um vai e vem devagar e ela pedindo para ir mais rápido ela parecia que já estava acostumada com ele lá dentro, fui aumetando a velocidade e no prazo de uns 10 minutos ele dentro ai eu não aguentei de ficar olhando aquele bundinha tão maravilhosa e gozei tudinho dentro dela e ela falou nosso estava taão gostoso que eu quase gozei novamente, isso a amiga dela só olhando pela a aberturazinha na porta, vi que ela se excitou bastante ao ficar olhando eu e a amiga dela junto, colocamos nossas roupas e combinei de sair com as duas no outro dia a noite, liguei para bianca e ela mentindo para o marido falando que a amiga tinha terminado o relacionamento com o namorado que iria dormir na casa dela, isso foi só uma desculpa para sairmos eu bianca e a sua amiga para o motel mas essa é uma historia que vou contar em outro conto erótico, beijos e abraço para todos que leu o meu conto espero que tenha gostado, olha depois de escreve não irrei ler novamente os erros de portugues leve isso em consideração iguinorando-os, se quiser trocar algumas experiencias o meu email é carinhosobsb@hotmail.com

 



publicado por relatossecretos às 14:26
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010
Peguei minha ex-namorada na praia de boa viagem

Oi pessoal...

tudo comecou quando minha ex a l, tinha acabado o namoro comigo e tal fomos conversar na praia sobre nosso namoro, ela dizendo que nao estava mais dando certo, que eu so queria saber de comer ela, so pensava em sexo mais estava preocupada pois ela tambem estava ficando viciada em sexo comigo o tempo todo. apenas sugerir a ela a dar um passeio na praia e conversar sobre o assunto, naquela epoca eu estava saradinho e com uma bermuda folgada sem cueca...ela comecou a chorar pedindo para que eu caso quisesse ela de volta muda-se entao peguei ela pela cintura apertei sua bunda redondinha e disse....eu te quero toda e quero agora...ela entao segurou no meu pau e pediu para eu parar de fazer isso que ela estava ficando loquinha, entao abaixei a cabeca dela e coloquei ela pra me chupar...ela negava mais quando viu a cabecinha durinha segurou nele e comecou a me chupar..chupava meu pau como estivesse morrendo de saudades de beijar a cabeca dele, fiquei louquinho e ela pedia pra gozar na boca dela entao pedi uma outra coisa a ela....arrastei ela para beira mar e pedi que ela fica-se em pe...e entao comecei a chupar a buceta dela ela louca segurando minha cabeca pedindo para eu enfiar a lingua dentro dela, foi nessa hora que pedi pra ela sentar e entao ela sentou em cima do meu pau e comecou a fuder comigo a beira mar em boa viagem...quando ela ia gozar eu enfiava um dedinho no cuzinho dela...ai ela pediu..come meu cu aqui por favor...ela virou para frente do mar sentou em cima do meu pau e ele foi entrando bem devagarinho...e ela gemendo gostoso..pedindo pra fuder o cuzinho dela...nessa hora ela subiu e descia com a maior forca do mundo e dava um gemido forte, foi entao depois de uns 4 minutos gozei dentro do cuzinho dela...ela queria mais...queria chupar meu pau...mais eu disse que queria fuder o cu dela de novo em meu quarto.....

beijos mulheres do meu brasil

Fonte: Contos eróticos



publicado por relatossecretos às 12:57
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2010
A esposa me masturbando na dutra

Estavamos comprando um sitio em santa izabel, e no meio do caminho minhas esposa (38 anos,loira, 1,70, 70kg, muito gostosa e eu 36 anos, 1,75, 89 kg, adoro uma sacanagem sadia com a amiga dela, conforme foto), começou a mexer n meu pau, eu com atenção na estrada, mas estava morrendo de tesão, com uma mão e pegava no meu pau por cima da bermuda e eu tambem bulinava na sua chaninha por baixo do vestido.
para minha surpresa elamuito vadia virou-se para o banco de traz docarro para pegar a sua bolsa e me falou que eu teria uma surpresa, quando ela abriu a bolsa ela pegou o seu vibrador da bolsa e começou a se toca-la com o vibrador, nao resisti e abri o ziper da minha bermuda e colequei meu pau pra fora, nisso ela ja enfiava aquele vibrador todo dentro da xaninha raspadinha e tambem começou a bater uma deliciosa punheta pra mim.
peguei aquele vibrador em forma de pau ate com as bolas e enfiavam nela e com a outra mão dirigindo na pista da direita na rod. dutra bem devagar(afinal de contas eram por volta das 14.hs nao tinha muito movimento), nisso passava aqueles caminhoes e quando conseguiam er alguma visão, buzinavam e pediam para nós encostarmos, mas nós seguiamos em frente.
depois de alguns minutos, minha esposa já não se controlava mais e gozava feito uma louca, nisso ela ja estava deitada com a cabeça no colo e punhetando e chupando meu e eu sempre que podia ficava num movimeno de vai e vem com aquele vibrador dentro da bucetinha dela ligado.
não resisti por muito tempo avisei pra ela que não estava aguentando mais me segurar e iria gozar, ae ela com uma mao batia punheta pra mim e chupava meu pau e ao mesmo tempo com a outra mão aumentava a velocidade da vibração do consolo e se masturbava feito louca, ela urrava e gritava de prazer, e me xingava dizendo assim " vai seu filho da p...., goza goza na minha boca, voce sempre me pede hoje eu vou engolir toda tua porra", quando ela cabou de falar isso na resisti e gozei, ela me masturbava e chupava meu pau como nunca chupou e engoliu tudo minha porra.
quando chegamos em casa, começamos a lembrar do acontecido e transamos feitos loucos.

aguardamos comentarios, fotos de preferencia de mulheres

Fonte: Contos Eroticos



publicado por relatossecretos às 15:25
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010
Procura-se doméstica

oi meu nome é nicole, tenho 26 anos, sou casada. mas a muito tempo tenho desejo por mulheres. no passado tive duas experiências que muito me marcaram e que até hoje me deixa louca.
bem como já disse sou casada, meu marido é do tipo que não aceita relacionamento gays, mas meus desejos não são conhecido por ele. eu moro em uma cidade pequena do interior da bahia, cidade pequena você já sabe, tudo é motivo de fofoca então impossivél realizar meus desejos ocultos sem que seja só pela masturbação. mas eu já estava cansada disso precisava de algo real. mas como? então veio uma ídeia que acho que foi a melhor que já tive.há um certo tempo atrás uma senhora me procurou para que eu pudesse dar um trabalho para sua filha, que meu deus que filha. naquela oportunidade eu não pude contratá-la, mas confesso a menina tinha dispertado em mim um desejo incontrolável, sempre que me masturbava eu fantasiava ela.
então resolvi procurar aquela senhora, que me recebeu com muita alegria disse que levaria sua filha e que todos os sábados ela estaria de folga. maressa era loira, de olhos verdes que mais pareciam duas esmeraldas, tinhas seios fartos e empinadinhos, seu corpo era escultural, típico de uma ninfetinha de 18 anos.
quando chegamos em casa levei até o seu quarto e fui logo explicando o serviço, mas logo fui dizendo que haveria um trabalhinho extra sempre que eu necessita-se, ela me respondeu que tudo bem.
meu marido trabalha a tarde e também a noite, só está em casa pela manhã o que para mim seria muito bom, pois eu necessitava de um carinho feminino. numa dessas noites enquanto maressa lavava a louça do jantar me aproximei dela por tras envolvi-a em meus braços de forma que eu tocava seus seios percebi que ela não reagiu parecia querer , então beijei seu pescoço enquanto minhas mãos acariciavam seu corpo, ela gemia. virei e beijei-a sendo correspondida, minhas mãos já haviam se libertado de forma que buscavam cada centimetro de seu corpo, lembro-me quando toquei sua bucetinha senti que ela estava molhadinha, levei-a para o quarto sem perder o encanto do momento, deitei-a na cama e comecei a explorar seu corpo, ela não se mostrava encabulada, muito pelo contrário havia superado a minha expectativa, pois ela correspondia a cada toque, a cada lambida a cada carícia.foi neste momento que ela tomou a rédea da situação, deitou-me abriu minhas pernas e com muito carinho tocou-me , senti sua língua roçar minha buceta, neste momento gemi , quanto mais ela ouvia meus gemidos mais ela enfiava sua língua, não aguentei logo gozei e ali estava ela sugando, em meio a tanto extase senti que ela subia em direção aos meus seios, chupou-os e num movimento rápido virou-se de modo que eu pudesse chupa-la passamos o resto da noite nos descobrindo, nos realizando e nos tocando, já passava das quatro horas quando ela se despediu com um beijo e voltou para o seu quarto.muitos foram nossos encontros, muitas foram as nosas loucuras, muito foi o nosso tesão. ainda hoje nos encontramos furtivamente claro que a cada dia é melhor que o outro. ganhei uma empregada, amiga e amante.
logo voltarei para contar mais.
bjos molhadinhos

Fonte: Contos eroticos



publicado por relatossecretos às 15:45
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010
fotos Íntimas expostas na web

Este meu conto erotico é veridico

meu marido e eu estávamos tendo uma transa legal e ele cismou de querer me fotografar nua, disse que ia aumentar o tesão, etc, etc. topei e o ele se divertiu. com o celular, me fotografava dizendo: mostra isto, mostra aquilo, faz tal pose e por aí vai.
e então vem o bestinha do meu sobrinho. em casa, pegou o celular que meu marido tinha esquecido no sofá. secretamente, passou as fotos pro pc dele.
não contente com isto, o filha da puta gravou as fotos em cd. bom, tenho 40 anos mas estou bem, de rosto e de corpo. os amigos de meu sobrinho davam umas paqueradas quando passavam por minha casa com ele; também meu cunhado, marido de minha irmã e pai do meu sobrinho, dá umas paqueradas com os olhos de vez em quando. meu sobrinho e o pai são dois taradinhos por mim e devem ter feito propaganda pros amigos deles.

o pestinha do meu sobrinho mostrou as fotos pros amigos e ganhou alguma grana vendendo os cds, mas alguns dos amiguinhos foram flagrados pelos pais que quiseram saber de onde vinha o material pornográfico; entregaram meu sobrinho. estes pais se queixaram ao pai do meu sobrinho, meu querido cunhado, que não sabia de nada. interrogou o filho e ficou sabendo de tudo. tirou o cd do filho, ficou bravo, mas se divertiu com as fotos.

resumindo, tinha um bando de pessoas me vendo peladinha em fotos, fazendo as poses mais malucas, até sexo oral e nem eu nem meu marido tínhamos a menor idéia disto. ainda bem que meu marido não sabia, pois ele é cardíaco.

um dia meu marido me ligou dizendo que ia assistir a um jogo na casa de meu cunhado, pois tinha sido convidado e meu cunhado tinha insistido. mas na hora do jogo, meu cunhado chegou em minha casa, onde eu estava sozinha.

perguntei pelo meu marido e ele disse que ele chegaria daqui a pouco. rindo, ele disse para eu não estranhar e me pediu pra colocar um cd no computador, o que fiz. gente, qdo começou a rodar, não podia crer. minhas fotos! e meu cunhado ria. então ele disse: "olha, não sei se vc vai querer contar pro seu marido, mas eu quero dar uma bela trepada pra nao deixar isto se tornar público, tanto faz se ele saiba ou não!". respondi: "espera... me deixa pensar". bom, vi que na hora eu teria que ceder, depois correria atrás do prejú. mas meu marido podia não aceitar mais tarde, mas lembrei que ele era cardíaco. assim, séria, ponderei para que ele não fizesse aquilo, mas ele não desistiu. "uma chance dessa vale ouro", ele disse. depois argumentei que meu marido não poderia saber e ele estava pra chegar. ele disse que meu marido iria demorar o tempo suficiente. olhei pra ele em silêncio. ele riu e se aproximou de mim.

de repente, ele ficou voraz. arrancou minha blusa e soutien, me beijou com força. me virou de costas, de pé mesmo, e começou a me morder os ombros, puxar os cabelos, me virava e me chupava o pescoço e os seios, mordendo.
me jogou no sofá e tirou minha calça e calcinha, depois me empurrou para o chão e começou a me penetrar com violência. doía muito, eu não estava excitada, gemia, mas ele não parava. era um estupro. então ele me virou de bunda pra cima e tentou me penetrar por trás. resisti, mas ele disse "quieta!" e forçou a entrada. que dor horrível. ele bufava sobre mim, eu nem sabia mais o que ele fazia. sei que de repente ele se vestiu e saiu, me largando nua, no chão, toda lambuzada de esperma.
meu marido era o culpado, mas ele diria que eu devia ter resistido, isto se não tivesse um enfarte. assim não falei nada e ia pensar num jeito de resolver a encrenca.

depois recebi um telefonema anõnimo: um homem, que depois eu soube que era pai de um colega do meu sobrinho, me chantageou igual tinha feito meu cunhado. exigiu que eu fosse a um motel e lá me comeu, porém com mais delicadeza.

já sabendo que o autor da obra era meu sobrinho, resolvi ir buscá-lo na escola e interrogá-lo. má idéia, pois enquanto eu o esperava, a molecada da classe,ao me ver dele fez um coro: "gostosa!gostosa!gostosa!" e "chupa eu! chupa eu! chupa eu!"

fiquei p da vida. peguei meu sobrinho, leve-o a força pro meu carro, estacionado diante da escola, e dei um aperto nele, que abriu o jogo e contou tudo. aí fiquei paranóica de vez. quantas pessoas tinham as fotos? nem ele sabia mais: dois já tinham me traçado, daqui a pouco eu ia ter que distribuir senhas para me comerem.

enquanto eu dava uma dura em meu sobrinho, ele desceu do carro e saiu correndo. assustada, pulei do carro e corri atrás dele. alcancei-o e o peguei a força pelo braço, trazendo de volta ao carro. só que na fuga, o carro tinha ficado aberto e quando chegamos, cadê a chave que eu tinha deixado na ignição?

falei pro meu sobrinho ficar quieto e comecei a procurar a chave quando um dos moleques da escola apareceu ao lado do carro:"tia, a chave ta comigo!" zangada, falei: "então me dá a chave!" e o filho da mãe respondeu: "nada disto! a gente (referia-se à galera deles) quer que a senhora chupe nossos paus, senão jogo a chave longe... e aí quero ver a explicação que a senhora vai dar!"
-você tá louco, seu moleque! que isto? tá pensando que sou o quê?

mas o viadinho insistia e percebi que poderia negociar. falei que topava, mas que queria a caderneta escolar de cada um deles, e só devolveria quando tivesse todos os cds comigo. eles conversaram e concordaram.

aí veio o ato: a molecada ficava tomando conta pra ver se alguém se aproximava, enquanto entravam um de cada vez no carro; lá dentro, eles abriam a calça, abaixavam a cueca e eu chupava até gozarem. ficavam me bolinando, apertando meus peitos, enquanto eu fazia o serviço com a boca. quando gozavam, eu dizia: "chama o próximo!", e limpava a boca numa toalhinha, que já estava ensopada de esperma, toda grudenta. às vezes, quando ejaculavam forte, eu engolia um pouco, e de tanto engolir já estava com o estômago embrulhado.

quantos foram? nem sei. uns dez ou doze. a um momento, reparei no que chegava e disse: "ei, eu já chupei o seu!" ele riu e disse que eu também já tinha chupado o cauan duas vezes!bando de fedelhos filhos da puta!
-parou, parou!, eu determinei. e marquei de pegar os cds no dia seguinte antes da aula, em troca das cadernetas escolar.
cumpriram o acordo. meu sobrinho conferiu a quantidade de cds gravados e vendidos.

minha desventura tinha terminado, pensei. teria mesmo, não fosse um daqueles moleques safados ter colocado minhas fotos num daqueles programas que compartilham músicas, vídeos, etc, e as fotos estarem rodando na web até hoje!



publicado por relatossecretos às 11:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010
Transei com meu cunhado

meu nome é mariana, tenho 37 anos e ja contei como traí meu marido pela primeira vez. depois disso vi como é bom dar uma pulada de cerca de vez em quando.
já li muitos relatos de homens que seduziram as suas cunhadas. agora vou contar como seduzi o meu cunhado.
já mencionei que meu marido é meio avesso a novidades. dentre essas ele acha que motel não é lugar para ir com a esposa. deste modo nunca me levou a um motel. meu cunhado e minha irmã já foram e até mencionaram para nós que era legal, mas meu marido, nada... meu cunhado sempre alardeou que nunca traíra minha irmã, que era um marido fiel.
assim comecei a arquitetar uma maneira de ir a motel com tony, o marido da minha irmã.
precisei a ajuda de tony com a sua caminhonete para um serviço em minha casa. transportamos o que necessitávamos e no caminho comecei a puxar uma conversa picante com o tony:
- me conte tony, como foi com marcia no motel?
surpreso tony respondeu:
- como assim??
- ah, alberto nunca quis me levar num motel. queria saber como é.
- bem - respondeu tony - neste motel tem uma piscina com solarium, sauna, hidromassagem, pista de dança, jardim, é muito legal.
- puxa, queria muito ver como é. queria lhe pedir algo. mas tem de ser segredo, promete.
- prometo. respondeu tony.
- você me leva para eu conhecer esse motel?
tony quase bateu o carro. ficou meio pálido, ele não esperava, disse que era loucura. mas após eu dizer que queria apenas conhecer ele acabou aceitando e rumamos direto para o motel.
eram cerca de 13 hs. entramos e estacionamos. eu fazia de conta que nunca tinha visto um motel. peguei na mão de tony e ele suava. pedi que ele me mostrasse cada cômodo. ele ficou sentado na sala enquanto no quarto eu tirei toda a minha roupa, abri o solarium e mergulhei na piscina. tony vestido, com a calça, camisa, sapato etc, ficou meio abobalhado ao chegar perto da piscina e me ver com os braços para o alto, seios à mostra o chamando para entrar também. disse a ele que era só um banho, nada demais. acho que ele começou a ceder.
meio tímido ele tirou a roupa e entrou na piscina fiquei nadando de lado a outro por alguns instantes até que me aproximei dele e toquei o seu cacete. tony é um homem bem mais musculoso que o meu marido. o pau dele é também muito maior. senti que tony gelou mais não esboçou reação. tony tocou os meus seios, nos abraçamos e começamos a nos beijar. nossas línguas se tocavam, enquanto minhas pernas se abriam e com uma das minhas mãos conduzi seu caralho para a minha buceta. deslizei naquela pica deliciosa.
tony começou a dar estocadas e ali na piscina comecei a gozar e pedir:
- mete, mete, mete mais... vai me fode
- gostosa, sua putinha gostosa. vou gozar na sua buceta.
- goza, pica gostosa.
gozamos juntos.
- que loucura foi essa, mariana. você é irmã de minha mulher!
- negue que foi uma gozada fenomenal?
- realmente, foi demais.
- então vamos para a cama.
fomos para o quarto e na cama tony me deu um banho de língua. mamou nos meus seios enquanto me masturbava, chupou minha xereca me fez gozar na sua boca.
colocou os eu cacete na minha boca depois me arreganhou as pernas e enfiou a sua vara em mim. enquanto metia me perguntava:
- você quer pica, mariana? então pede puta.
- vem meu cunnhado ,quero, pica, mete essa pica em mim.
- então tome pica. tome pica que eu tô te fodendo.
- me fode. me fode.
- vou te foder porquê o corno do seu marido está te fazendo falta, sua piranha.
- mete mais.
tony gozou e eu gozei inúmeras vezes.
só saímos do motel às 8 hs da noite. fodemos na sauna, no chuveiro.
na cama fiquei por cima cavalgando meu cunhado.
na hidromassagem tony comeu meu cú (que nem era mais virgem desde curitiba)
quando saímos do motel, tony em deu um longo beijo e me disse:
- mariana, você sempre teve carinha de santa, mas essa putinha gostosa que conheci hoje quero experimentar outras vezes.
de fato, temos repetido muitas vezes esse encontro.

Fonte: Contos eroticos



publicado por relatossecretos às 12:10
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010
Minha fisioterapeuta deu meu cu pro marido

fui vitima de uma sacanagem, mas terminei gostando. sou
empresario, 45 anos, casado, e por causa do estresse e do pequeno excesso de peso, meu medico recomendou sessoes
de drenagem linfatica com uma fisioterapeuta conhecida dele.
joseane eh uma morena um pouco musculosa, 30 anos, casada com adriano, um negro gordo e alto, dos seus 40 anos.
fiz sessoes por cerca de 4 meses, normalmente. entao, ela perguntou se eu nao poderia tirar a sunga para que ela
pudesse massagear minha bunda. tirei, e adorei a novidade.
algumas sessoes, e ela ja arreganhava minha bunda, ao massagear, o que lhe dava uma visao perfeita de meu cu.
tenho um pouco de hemorroidas, e, certo dia, ela perguntou
se eu nao queria que ela massageasse as hemorroidas, para que elas parassem de incomodar. aceitei.
em outra sessao, numa dessas enfiadas de dedos, ela enfiou 2, dizendo querer sentir como era uma prostata. foi muito gostoso. eu me retesei todo e ela, vendo que eu estava gostando, continuou ate eu quase gozar.
cada vez ela foi ficando mais ousada, enfiando 3 dedos, e, um dia ela, depois de me ter colocado de 4, ao inves de
colocar dedos, colocou um consolo dos grandes. vibrei, e, desta vez ela me deixou gozar.
eu estava adorando a terapia, mas nao sabia que mais viria por ai.
ela disse, que para eu relaxar mais, devia ficar ouvindo
musica de relaxamento com head-phones e venda, enquanto
ela me comia. achei otimo, e ficava em um mundo a parte, de sensacoes gostosas.
assim as coisas corriam, ate que notei que o consolo tinha
mudado de textura, estava mais macio. nao achei nada demais, mas, no final de minha enrabada, o "consolo" ficou
mole e diminuiu. estranhei, e, puto, tirei a venda e olhei que
merda era aquela.
deparei-me com o marido, nu, tirando a rola da minha bunda. fiquei sem saber o que pensar ou dizer, e ainda zonzo pelo gozo.
ele, gentil como sempre, tirou a camisinha, enxugou a
rola preta e grossa na toalha, e veio em direcao ao meu rosto.
- espero que nao tenha se chateado....quer aproveitar e
saber como ele vai ficar gostoso tambem na sua boca ?
eu nao conseguia pensar.ela veio e disse baixinho para
eu abrir a boca e fechar os olhos.
obedeci, e senti aquela carne quente e macia em minha
boca. fui ficando animado, e chupei ate aquele negro gozar pela segunda vez seguida.
depois de tudo isso, transo com os 2, e eles vivem quase que as minhas custas, mas ela ainda finge ser fisioterapeuta.
erisval

Fonte: Contos eroticos



publicado por relatossecretos às 11:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010
A noite em q vc me fodeu

ao olhar para este conto erotico lembrei-me que há 4 horas atrás havia recebido teu membro e eu só fazia gritar por mais e mais....fosse já mais 4 horas da tua carne vermelha a pulsar dentro de mim.
nossos corpos misturavam-se ao lençol enxarcado....de suor, de vinho, de leite....e deliciosamente sujo aos pedaços das frutas e dos mais variados tipos de comida.
eu estava sobre seu corpo, engolindo vagarosamente seu membro com meu sexo...e mexíamos...e mexíamos naquelas horas irracionais que agora povoam meu pensamento..
no momento em que sentei fundo naquele pau delicioso que alimentava minha cona sedenta de foda, ele gemeu alto e sussurou quase que sem ar:” senta sua vadia...senta nesse caralho duro...fode com força....faz direitinho faz....que eu quero ver tudo aquilo que vc falou”. eu dou um sorriso...um sorriso safado, cheio de malícia e digo:” vc quer foder filho da puta, mas eu tbm quero...bomba minha cona com esse mastro de cavalo....me arromba toda”.
então ele me pega, os dois já despidos, me bota na beira da cama, abre minhas pernas o mais que pode e enterra...enterra tudo dentro da minha xoxota de vagabunda. ele fica vermelho...treme...e dá tapas na minha cara enquanto diz:” vc gosta né puta? gosta de levar porrada nessa cara!!!”
eu mesma me desprendo...saio da cama...e com ele de pé eu agaixo...de cócoras com as perninhas arreganhadas....e pego o pau duro feito pedra e começo a beijar...como se estivesse a beijá-lo na boca...brincando com a língua...com a saliva...
coitadinho!!! ele não se aguenta e fica empurrando o pau contra a minha boca enquanto eu finjo não entender que ele quer mesmo que eu o engula todo. cuspo no meu dedo indicador..e fico passeando pela cabecinha do pau enquanto mamo seu saco...inteiro na minha boca. junto mais um dedo e vou esfregando só a cabecinha...apertando...soltando....subindo e descendo de leve....enquanto minha lingua do seu saco passa pela entrada do cuzinho. ele geme...parece não estar aguentando....dá pena de ver!!!
depois com as duas mãos eu seguro aquele pau enorme bem na minha frente e sugo a cabeça como se estivesse a me amamentar. ele segura meu cabelo e puxa, enquanto curva o corpo pra frente e passa o dedo no meu grelo. eu vou mamando...mamando ora devagar ora com muita força....até enterrar na garganta e me sufocar. eu quero sufocar...puta tem que aguentar.
e com o dedinho no meu grelo ele sente o líquido quente..que começa sair de dentro da minha xota...o meu mijo todo pra ele..nas mãos dele...a mijada mais gostosa que já dei em toda a minha vida...ele metia os dedos e mexia lá dentro enquanto mão e punho se enxarcavam com a minha urina..
ele pega a máquina e tira fotos...enquanto eu mamo....ele começa a mijar em mim...na minha cara, nas minhas tetas, na minha barriga...
prende um pouco e manda eu sentar na cadeira...eu abro as pernas e ele mira o pau no meu grelo...e mija com força...como se fosse água de um chuveirinho a me masturbar...e tira fotos...
nunca experimentei nada igual!!! nunca experimentamos...
e eu, muito porca...ajoelhei naquele chão ensopado e empinei meu rabo todinho...abrindo com as duas mãos pra ele ver o meu cuzinho. está rosado...babado....mijado...e quer ser fodido por aquele caralho. e ele entende...agaixa...e coloca devagar a cabeça inchada e roxa do pau dele no meu cuzinho...me abrindo aos poucos...enquanto gemo de dor e tesão....
“fode meu cu” eu falo. “fodo, fodo o cu dessa cabra todo” ele diz. e enterra de uma vez sem sequer preocupar se machucaria ou não. e ficou ali..comendo meu cu sem parar, enquanto puxava meu cabelo e dava porradas na minha bunda...porradas que marcavam...porradas que doíam...
eu gritava.......e ele dizia” aguenta”
então depois dele meter sem parar eu disse” agora é minha vez de foder teu cuzinho. ajoelha e vira esse cu pra tua puta de merda te enrabar inteiro”
ele me olhou surpreso, porém adorou a ordem. na mesma hora se ajoelhou ali onde eu estava...sob o mijo...o suor...e implorou” me come filha da puta..come teu macho no cu”!!!
então eu peguei meu vibrador...daqueles que prendem na cintura...e vibram no grelo...afastei as pernas dele e disse” agora aguenta cavalo..aguenta que tua égua vai montar em vc”!!! cuspo no pau e começo a meter devagar naquele cu apertado. é a primeira vez que ele dá o rabo...e dói...e é gostoso...
e quando menos esperamos meu pau tava todo enterrado naquele cu e eu não parav de meter..mesmo sem ter mais como...curvei meu corpo sobre o dele e enquanto fodia...tocava uma punheta deliciosa...
e disse”agora vc é minha puta...agora tem de aguentar o pau do teu macho todo enterrado no cu”....aiiiiiiiiii como era gostoso o cu da minha puta...do meu macho....do meu homem
depois de fodermos um o cu do outro nos deitamos na cama…que já suja...ficou mais ainda com o mijo impregnado em nossos corpos...eu por cima...ele por baixo...num 69 delicioso. eu engolia o pau..que cheirava a cona, a foda, a mijo metia o dedo no cu que estava abertinho e ele me mamava a cona inteira enuanto tbm metia os dedos nomeu cu. estávamos com fome...eu queria esporra na boca...e ele queria minha esporra escorrendo até sua cara..
e foi assim...fodendo feito animais que ele jorrou leite na minha boca de vadia e sentiu eu engolir tudo.. e mamar...mamar...até deixar aquele caralho todo limpinho...
e quanto a mim....ahhhhhhh...como eu gozei....sentada com a xota na cara dele esfregando tudo...e lambuzando sua boca com toda a baba do gozo que saía...

fodemos assim a noite inteira...e depois...e depois...e depois...



publicado por relatossecretos às 11:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010
gozada na boca da ex namorada!!

sou leitor de contos eróticos,há muito tempo,então resolvi compartilhar com vocês uma aventura minha. após terminar um namoro depois de uns três meses voltei a sair com a garota, eu gostava muito dela, mas ela se recusava a voltar para mim, dizia que tinha medo, de sofrer, que eu não tinha mudado(terminamos por causa de ciúmes). mas apesar de não querer voltar ela adora me dar aquela bocetinha, por isso saímos quando dá! ela é morena, tem 20 anos, 1.63m, 52k, tem peitos grandes deliciosos e uma bundinha demais. um dia a encontrei na rua e fomos dar um rolé, ela entrou no carro e saí passeando pelo bairro, moramos em copacabana, já pensando em ganhar pelo menos um boquete. não deu outra ela começou dizendo que tava com saudade de mim, pedindo para sair com ela no dia seguinte, começou a passar a mão no meu pau, eu comecei a passar a mão na bocetinha dela. ela então abriu minha bermuda, tirou meu pau pra fora e começou a mamar, nisso eu continuava andando com o carro, adoro um boquete meu pau estava igual uma pedra e ela mamando! eu tava meio puto com ela pois dias antes tinha pedido pra voltarmos e ela mais uma vez negou, então resolvi sacanear! ela mamando eu fiquei com vontade de gozar, e não avisei nada quando ela meteu a rola toda na boca soltei um jato de porra direto na garganta dela. ela levantou e cuspiu pela janela e começou a chorar dizendo que eu queria esculachar ela só pq não era mais minha namorada, que não ia mais ficar comigo... meti um caô dizendo que não era isso, que gostava dela, que tava tão gostoso que não consegui avisar, caô eu tava era bolado e quis botar ela pra beber porra! marcamos pro dia seguinte, ela pediu pra comprar chantily. levei ela pro maic hotel em botafogo, além do chantily levei um tubo de ky. mas a minha surpresa ainda estava por vir, ela ligou o som mandou eu deitar e ficar quieto começou a dançar em cima da cama fazendo strip, tirou a roupa todinha veio dançando, abaixando e esfregou a boceta encharcada na minha cara, chupei ela toda, ela pegou o chantily e passou no meu pau e caiu de boca, chupando com uma vontade que eu nunca vi parecia que ia comer meu pau não parava de mamar, não tava mais aguentando e avisei que ia gozar, não queria que se repetisse o drama do dia anterior, aida tinha muito pra fuder aquela noite, qual foi minha surpresa, quando avisei, ela doidona, me ignorou e aumentou ainda mais o ritmo do boquete, acabei jorrando tudo dentro da boca dela, ela engoliu tudinho me olhou rindo e continuou com minha rola na boca até ficar pronta para outra, o que não demorou, pois fiquei com mais tesão ainda. não é que a safada gostou do gosto da minha porra! assim que a rola ficou na moral ela pediu, "me come logo enfia seu pau em mim" não perdi tempo deixei ela cavalgar , essa é a posição que ela goza mais rápido, e ela me cavalgando com toda velocidade possível meu pau entrando e saindo até o talo a safada gozou 4 vezes. coloquei ela de quatro e meti, ela gosta que fale sacanagem durante a foda, então eu ia metendo batendo na bunda dela, puxando seu cabelo e chamando ela de cachorra, de minha putinha entre outros ela gozou de novo. aquele cuzinho tava me pedindo uma pirocada, mas ela enrruste um pouco o cuzinho, diz que dói, mas como tava muito doida nem pedi tirei o pau todo meladoe fui forçando a entrada ela reclamou eu disse que ia devagar, quando a cabeça passou soquei toda minha rola no cú daquela safada, ela deu um grito mas logo se acostumou e começou a rebolar, fudemos mui naquela noite, ela acabou com meu tubo de ky, mas também fiz tudo que queria com ela, tenho várias outras histórias com ela se vcs gostarem dessa eu conto as outras, como por exemplo como ela passou a me dar, pois ela namorava um amigo meu!! como ela até hoje, tem um mês que ela me mandou uma mensagem mas estou namorando e fica mais complicado, mas vou ver se dou um jeito!!


se alguma gata quizer mais detalhes, ou se corresponder, é só mandar um e-mail. gato_solteiro_rj@hotmail.com, estou on line todos os dias no msn. (diurno)

Fonte : contos eroticos

 



publicado por relatossecretos às 18:27
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim
.Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
16
17

18
19
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Eu, Marcelo e meu corninh...

. Inquilina pagando aluguel...

. Minha mulher para o vizin...

. Estuprada pelo padastro

. Realidade virtual

. Sexo no estudio de tatuag...

. Eu e minha mulher satisfe...

. Transei com um casal...re...

. Violado por 2

. Meus alunos são um tesão-...

.arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds